Blog do Leo Santana


Pobre J-R-P

Não durou nem uma semana na lista de Roteiristas que gerencio. Ele achou que era importante demais para ser excluído, que suas opiniões eram muito importantes, enfim, ele se achou demais.

Uma pessoa inteligente convence a outra com argumentos e não com gritaria e ofensas. Inteligência. Algo que falta a esse senhor. É triste pensar que criaturas dessa extirpe consigam tirar alguma coisa dos quadrinhos para viver enquanto muita gente infinitamente mais digna tem dificuldades de sobreviver se resolver viver só dessa área.



Escrito por Leo Santana às 16h02
[   ] [ envie esta mensagem ]




Lançamento da BRADO no FIHQ

Ontem foi um dia memorável para a BRADO RETUMBANTE. No lançamento oficial do n. 3 da revista, durante o VII FIHQ, foi possível reunir 5 membros da BRADO de 3 cidades diferentes: Eu, MILTON ESTEVAM e CIDCLAY (Daqui de REcife, mesmo), RICARDO ANDERSON (de Goiana, não confundir com Goiânia-GO) e LULA BORGES (de Natal-RN).
Foi muito legal fazer um corpo a corpo com os visitantes do FIHQ (É legal ver gente que não tem cara de leitor de quadrinhos, como pais e mães comprando a revista). Na ocasião, munido de um chicote, obriguei o Ricardo Anderson e o Milton a fazerem desenhos dos personagens da Brado, o que cha,ou a atenção de algumas pessoas e, pasmem!, distribuímos até autógrafos!
Também pude bater um papo rápido com Laíson, curador e organizador-mor do FIHQ, que me confidenciou estar acompanhando a saga da cooperativa com muita alegria.
Durante a semana, postarei as fotos tiradas durante esse glorioso dia. Por enquanto, FIHQuem com essa caricatura que foi feita comigo.

QUASE 7 - Simplesmente demais!!!

Revista Quase #7
Quadrinhos e Humor
Fat, Juliano Enrico, Gabriel Labanca, Daniel Sarcinelli e Keka.
44 páginas, capa colorida, miolo em papel Ap 80gr. Tiragem de 2000 exemplares.

As informações para contatos são:
Fábio Araújo Turbay
Rua Professor Telmo de Souza Torres, 601
Praia da Costa
Vila Velha - ES - 29101-295

A revista pode ser encomendada pelo e-mail faturbay@terra.com.br e o pagamento pode ser feito através de depósito bancário ou por correio.



Escrito por Leo Santana às 19h32
[   ] [ envie esta mensagem ]




Prismarte Especial: Guerra nas Estrelas.

Pessoal,

A Prismarte orgulhosamente apresenta Prismarte
Especial: Guerra nas Estrelas. Contamos toda saga
criada por George Lucas em 27 pranchas, desenhadas
pelos expoentes da HQ Pernambucana, com roteiro de
Leonardo Santana.
É imperdível! Lançamento hoje, no VI Festival
Internacional Humor e Quadrinhos de Pernambuco, edição
histórica.

Encontra-se à venda na Elemental Comic Shop, Fênix, em
Casa Forte, ou peça pelos Correios a:

José Valcir
Rua Falcão, 15
Ouro Preto, Olinda, PE
CEP: 53.370-101

R$4,00



Escrito por Leo Santana às 12h33
[   ] [ envie esta mensagem ]




Hoje é dia de FIHQ!

E eu vou tá lá! 19:00 hrs. Espero ver o JANO que é o mais conhecido dos que tão vindo por aí. Gostei muito do Álbum sobre o RJ (Até pstei algumas imagens aqui) e espero fazer contatos interessantes e.

Fui



Escrito por Leo Santana às 13h00
[   ] [ envie esta mensagem ]




Arquivos HQB atualizado

Mais um clássico dos quadrinhos nacionais produzidos pelo mestre CLÁUDIO SETO e que teve a colaboração do amigo GERSON WITTE que escaneou sua revista e nos mandou essa hq cheia de humor e sensualidade

Realidade e Sonhos

A nossa realidade é basicamente formada por sonhos e projetos. O sonhos são as idéias enquanto os projetos são o que vão dizer se os sonhos são viáveis. Hoje pela manhã, enquanto vinha trabalhar, dentro do ônibus, lotado, em pé, eu tive um sonho. Começarei a preparar um projeto. Um projeto a longo prazo. Se esse sonho vai se tornar realidade, eu digo a você depois...



Escrito por Leo Santana às 13h02
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um domingo normal

Escanear o Crânio, Legendar o crânio, responder correspondências (virtuais e normais), jogar CALL OF DUTY (Yeah!!!), planejamentos futuros Brado, estudar cálculo (será que vai dar tempo?), atualizar homes pages (Brado - ok, Arquivos HQB-ficou pra amanhã o upload). Ufa!

Uma história engraçada

Minha mulher, Cláudia, comprou para minha filha, Ariel, uma daquelas revistas de pintar que vem com algumas atividades como  caça-palavras e labirintos. Ariel tem 5 anos e está aprendendo a ler. Ela consegue juntar as consoantes com as vogais, mas mais do que isso ela se atrapalha. Então, entendam o meu espanto quando ela chegou com um daqueles caça-palavras todo respondido (tinha apenas cinco ou seis palavras escondidas, mas ainda assim fiquei surpreso). Eu perguntei assustado: "Quem fez isso com você?", e ela me disse que havia feito sozinha. Aterrorizado com a surprendente evolução própria de seu aprendizado parei para reparar direito nas palavras que ela havia sublinhado e dentre elas havia uma que era PEÃO, mas ela só havia sublinhado PEÃ. Eu lhe disse que aquela palavrinha estava errada, que faltava o O,ao que ela replicou: "Não, tá certo assim. Quer ver?" e foi direto ao final da revista onde estava o mesmo caça-palavras respondido. Na hora não me aguentei e caí na risada. Ela teve a tenacidade de perceber que aquilo ali era a resposta da atividade e fez igualzinho. Por isso ela conseguiu fazer sozinha. Isso me deu uma grande lição: a inteligência sempre descobre um caminho de se fazer as coisas. Ainda agora, enquanto escrevo, não consigo parar de rir.

Convite

Próximo Sábado acontecerá o lançamento oficial da BRADO RETUMBANTE em pleno FIHQ-PE. Todos os que puderem comparecer serão mais do que bem-vindos. E nessa segunda-feira a revista será distribuida em bancas de revistas aqui em Recife por uma distribuidora independente. O resultado lhes digo dentro de um Mês ou dois.

Fui



Escrito por Leo Santana às 17h22
[   ] [ envie esta mensagem ]




STARS WARS

Hoje estréia o último filme da primeira trilogia de guerra nas estrelas e vai haver uma exposição no shopping guararapes (Aqui em Pernambuco) onde serão expostos cerca de 30 painéis desenhados por artistas locais e dedicados aos outros 5 filmes já feitos.

Será como uma história em quadrinhos contadas em painéis e o texto fio condutor que vai conduzir os painéis foi escrito por esse seu humilde servo.

Quem puder, dê uma passadinha lá e confira. Depois vou ver se consigo versões da exposição para postar para vocês.

é isso aí! fui!



Escrito por Leo Santana às 13h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




Os quadrinhos estão morrendo?

(Amigos, segue abaixo um e-mail de outro amigo tirado de uma lista de discussão - roteiristashqs@yahoogrupos.com.br - que achei muito interessante e reproduzo aqui na integra. Dá muito o que pensar e refletir. E nisso, quem sabe se consiga encontrar algumas respostas e soluções. Vamos ao e-mail)

Andei falando com um monte de gente interessante, e pegando quilos de informação, e chegando a tristes conclusões.

Serei sucinto devido à falta de tempo, ok?

1) Fins dos anos 60/início dos 70:  Revista Zorro é cancelada pois vende muito pouco (140.000). 

2) Poucos anos depois:  qualquer revista tinha distribuição nacional; tiragens mínimas eram de 30.000.

3) 3 ou 4 anos atrás:  Os donos de uma editora que possui diversos títulos de mangá estava querendo vendê-la; eles publicavam na época diversas revistas com tiragem de 115.000 exemplares.  Motivo (velado):  sabiam que a "onda" de vender tanto não duraria muito tempo.

4) Outra editora me "confessa" que lança diversos títulos com tiragens de 1.000 exemplares, e que alguns, mesmo de nomes famosos, não chegam a vender 100 exemplares.

5)  Super-heróis fizeram  muito sucesso na época da guerra.  Depois, com o famigerado Comics Code e o cancelamento de diversas revistas de terror, guerra e crime nos EUA (e igualmente no Brasil...), eles voltaram a fazer sucesso (fins dos anos 60, de novo)

6)  Hoje, o que vende?  Só o que está na mídia; como é o caso do mangá.  E vende MAL, comparando-se com o que vendia-se anos atrás.

7) A Argentina passou por um processo semelhante anos atrás; e hoje TODAS as grandes editoras de quadrinhos de lá não existem mais.  A Bastión é uma pequena editora que está buscando seu espaço, como nós.

8)  Fato:  nenhuma editora sobrevive com um título só.

9) Fato:  As pessoas não se interessam mais por quadrinhos "seriados", principalmente de super-heróis, como antigamente.  O que vende mais (com exceção novamente dos mangás...) são as revistas one-shot, ou seja, você lê para se divertir, sem compromisso de continuar a ler a continuação da novela no mês que vem.

10) Fato:  as editoras lançam CENTENAS de publicações nas bancas todos os meses, e destas muitas são quadrinhos.  A concorrência é muito grande, mesmo nas bancas, isso sem considerar TV, internet e outros, coisas que não tínhamos a 30, 40 anos atrás.    O mercado é "predatório".

11) Fato:  para atingir o Brasil, nacionalmente, é necessário no mínimo 30.000 exemplares.   A Chinaglia e outras não aceitam distribuir SÓ UM título de um editora, só aceitam se a editora tiver vários.  

12) Fato:  Sem marketing PESADO, é impossível um novo título atingir a marca de 5.000 vendidos, que dirá 30.000.  Quando se vendem 500, é uma vitória!
 
Desafio:  me convençam que os quadrinhos não estão morrendo!



Escrito por Leo Santana às 15h03
[   ] [ envie esta mensagem ]




Zines

Recebi o Zine RADIOACTIVA, do mineiro ODILON CARNEIRO que é bem simples, mas chama a atenção pelo acabamento gráfico que ele deu ao zine que ficou, na minha opinião, perfeito. O outro zine é o HERÓIS BRAZUCAS do amigo FRANCINILDO SENA (CRÂNIO da BRADO RETUMBANTE) que eu acompanho regularmente. Ele entrou numa nova fase onde está apareendo hqs de praticamente todos os heróis nacionais de antigamente como FANTAR, BOLA DE FOGO, HOMEM-JUSTO, O CARRASCO e muitos outros ainda mais incríveis. Para quem não conhece e que conhecer esses personagens nostálgicos e muitos outros novos (No zine do Francinildo, ele também publica os heróis que são feitos hoje em dia como o CRÂNIO, VELTA e outros tantos), eu recomendo que encomende o seu hoje mesmo!

E por último, o melhor: Saiu o AREIA HOSTIL 12 , uma das revistas independentes nacionais mais legais (Tanto em termos de histórias, quant desenhos e acabamento gráfico) do Brasil. O Lorde Lobo e Law Tissot estão fazendo um trabalho digno de nota e eu recomendo a todos que não percam mais tempo e solicitem o seu.

Como? Aí vai o serviço:

RADIOACTIVA
ODILON CARNEIRO
R. SINHÔ DE ÁVILA, 218 ARAXÁ - MG
CEP: 38.183-030

HERÓIS BRAZUCAS
FRANCINLDO SENA
R. DES. HEMETÉRIO FERNANDES, 231 - PAU DOS FERROS - RN
CEP: 53.030-260

AREIA HOSTIL
LORDE LOBO
E-MAIL: contato@areiahostil.com.br
ou visite o site e veja maiores informações: http://www.areiahostil.com.br

fui

 



Escrito por Leo Santana às 14h56
[   ] [ envie esta mensagem ]




assão çossial


Pô! Por que ninguém me avisou que esclusão se escrevia com dois "ss" antes de eu fazer essa camisa gigante do coringão?



Escrito por Leo Santana às 09h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




PRISMARTE Nº 22 - MAIO/2005 - ANO 3


Se você esta em Recife, adquira seu exemplar da edição atual, nos seguintes pontos de vendas:
Banca Globo - (081)3224.0317 e Elemental Comic Shopp - (081)3221.6842

Em outros Estado do Brasil pedidos pelo e-mail: prismartehq@ig.com.br ao preço de R$3,30(valor da revista) + 0,70 (valor postal) = R$ 4,00.

Pedidos de edição anterior ou papos afins no seguinte e-mail: prismartehq@ig.com.br ou para josevalcir@yahoo.com.br

Visite o site da PRISMARTE - www.prismarte.com.br

 



Escrito por Leo Santana às 09h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




Manicomics 27

(Texto extraído do Fotolog do Daniel Brandão)

Olá pessoal,
o Manicomics 27 está na rua, finalmente, depois de um certo atraso. Esta edição é a nossa homenagem ao grande mestre Will Eisner. Começando logo pela capa com uma ilustração feita logo depois da notícia da morte desse grande autor. Eu resolvi republicar uma HQ minha feita em 2000 que foi dedicada ao Eisner. Publicamos também uma entrevista com Will que foi feita para o Universo HQ por JJ Marreiro e Fernando Lima. Em um dos quadrinhos da HQ da Mulher-Estupenda a nossa heroína predileta se encontra com um policial MUITO parecido com um tam de Denny Colt. Diego Silveira e Ronaldo Mendes também prestam sua homenagem com uma HQ curta e surpreendente. Abs Moraes faz sua estréia em nossas páginas com um texto para a HQ do Antonio Eder. É isso, quem quiser adquirir, pode entrar em contato com JJ Marreiro no e-mail jjmarreiro@yahoo.com.br
Muito obrigado a todos que gostam e colaboram com o Manicomics!!!



Escrito por Leo Santana às 20h18
[   ] [ envie esta mensagem ]




HQ Inédita, completa  e colorida de Cabala no site da Brado

A imagem é pequenininha mas lá no site da reverbo tem a hq completa para vocês apreciarem. Trata-se de mais uma ação no sentido de quebrar o preconceito inicial que se tem por uma hq que não se conhece e, ainda por cima, é nacional. Trata-se de uma hq curta (Apenas 4 páginas) mas que está bem desenhada pelo Ricardo Anderson e excelentemente colorida pelo Lula Borges. Espero que gostem. Ah, e o link é esse aqui.

Debate aberto

Quero agradecer aos amigos que postaram sobre o comentário abaixo e dizer que eu já me filiei a ACAPE aqui de Recife. Seria interessante abrirmos um diálogo em cima do assunto e verificar se e como essas ações poderiam (ou não) ser implementadas. O Jean comentou sobre o caso de uma PANINI da vida querer encerrar suas atividades a lançar material nacional. O grande negócio dessa cota mínima (Alguns diriam ínfima) é que ela tem a tendência de não ser significativa no grande volume das editoras (pelo menos é assim que vejo). E, a iniciativa (prejuízo) seria arcada por uma tríplice aliança(Editoras TEM que lançar esses quadrinhos, mas o governo lhes forneceria subisidios e os artistas recalculariam suas tabelas de preço). Mas, claro, eu posso estar errado.

E, antes que novas questões sejam levantadas, eu me adianto. Como um artista pode cobrar ainda menos do que é sugerido hoje em dia? A resposta é simples. Hoje em dia, quem quer fazer quadrinhos no Brasil, quase sempre, acaba fazendo-o pelo prazer de fazer. Quem quer ganhar algum dinheiro tem que se virar no campo da publicidade , ilustração de livros, etc. Ou seja, hoje em dia NÃO SE GANHA DINHEIRO FAZENDO QUADRINHOS (Os artistas a grosso modo, fique claro). Ora, ganhar pouco é melhor que ganhar nada. Além do mais, estaríamos oferecendo uma mão de obra QUE NÃO FORA SOLICITADA, lembrem-se disso. E, por fim, o preço se manteria o mesmo apenas enquanto a lei da oferta e da procura não estivesse favorável aos artistas (ou seja, enquanto os leitores não tivessem esses quadrinhos como referencia). Apenas com o crescimento é que se pode exigir certas regalias. E, por último, as editoras seriam obrigadas a publicar quadrinhos nacionais, mas os artistas não seriam obrigados a trabalhar para uma editora caso ele não quisesse (Ora, ninguém pode ser obrigado a trabalhar para ninguém, caso contrário estaríamos na época da escravidão).

Vejam bem, não estou aqui oferecendo a panacéia para os quadrinhos nacionais, mas quero muito dar minha contribuição (Se nõ para gozo próprio, quem sabe de meu neto desenhista). Por isso, abri o debate aqui (Antes mesmo do QI), para que ele fosse avaliado. Que suas falhas não fosse apenas apontadas , mas corrigidas e , quiçá, propostas novas emendas (ou remendos).

É isso aí! Aguardo suas opiniões!



Escrito por Leo Santana às 21h55
[   ] [ envie esta mensagem ]




Carta ao QI

Segue abaixo uma carta que enderecei ao QI do EDGARD GUIMARÃES e, como alguns aqui não devem acompanhar o zine e o assunto eu achei interessante, reproduzo aqui na íntegra.

O que aconteceria se , por qualquer razão, não se fosse editado nenhum único quadrinho nacional? Os leitores, de alguma forma, iriam se manifestar em contrário ou simplesmente iriam ler o que sai nas bancas? É a partir desse pensamento que eu formulo a teoria de que A VENDA DE QUADRINHOS NACIONAIS SÓ INTERESSA PARA OS ARTISTAS NACIONAIS QUE O PRODUZEM. Isso não é culpa dos leitores, eles são consumidores. Isso não é culpa das editoras, Elas são empresas (E se o lucro vem mais fácil com o material EUA do que o BR, então faz sentido eles continuarem investindo nesse filão). A culpa não é do governo, eles estão fazendo a parte dele (é certo que muitas vezes não) cuidando das áreas organizadas que se movimentam em sua direção.

Se a culpa não é dos leitores, das editoras e do governo, sobrou apenas para os artistas o ônus do fardo. O que fazer então?

Querer leis de proibição de quadrinhos estrangeiros ou que exijam cotas de 50% ou mais são contra uma realidade de mercado. o governo não vai criar uma lei que beneficie alguns em detrimento de empresas que empregam direta e indiretamente centenas (quiça milhares!).

Mas acredito qu o governo pode nos ajudar. Mas ele não vai ajudar Leonardo Santana ou Edgard Guimarães individualmente (E, se o fizer, isso não vai ajudar os quadrinhos nacionais como um todo, apenas individualmente Leonardo Santana e/ou Edgard Guimarães).

O QUE FAZER?

1) Cada indivíduo que deseje fazer algo relacionado com quadrinhos que se filie a uma entidade em seu estado. Associação de Cartunistas, ilustradores, de histórias em quadrinhos e etc.  e lute ativamente para que essas entidades se movam em função de todos os seus associados. Somente organizados nessas entidades teremos força e voz.

2) Essas associações deveriam se unir e elaborar um projeto para ser apresentado ao governo onde seria solicitado Uma cota de algo entre 5% a 15% para que as editoras publiquem de quadrinhos nacionais.OU seja, se a PANINI publica algo em torno de 1.000 páginas de quadrinhos mensais, ela teria que publicar uma revista de 50 a 150 páginas de quadrinhos nacionais.

Eu coloco uma cota de entre 5 a 15% por que numa mesa de negociações se começaria com os 15% e poderia-se negociar até chegar em 5% que eu ainda consideraria uma tremenda vitória (Ora 5% é melhor do que o que temos hoje, ou não?)

Mas para que se tenha o mínimo de chance de sucesso, essa cota tem que vir acompanhada dos seguintes fatores:
1) Uma nova tabela de preço teria que ser formulada pelos artistas(entidades) com preços ainda mais competitívos (Leia-se baixos) para que não se onere demais as editoras.
2) O governo teria que dar incentivos fiscais as editoras para que elas não arquem com o ônus sozinho da empreitada (Afinal de contas, elas estão sendo obrigadas a publicar algo pelo qual não pediram para publicar e , por isso, algum benefício tem que ser lhes dado).
3) As editoras ficam com a obrigação de manter a cota de páginas. Por isso, se não quiserem ter prejuízo (Os incentivos do governo não devem cobrir todos os seus custos), eles terão que procurar materiais de qualidade, investir no leitor e descobrir o que lhes interessa e lhes dar.

Ou seja, todo mundo vai ter que dar a sua fatia de sacrifício mas lembrando sempre que os únicos e reais interessados por isso são os artistas nacionais.

Temos muitos artistas no Brasil, mas, penso eu, que nos falta profissionais. Aqueles que trabalhem e produzam dentro de uma escala que permita a manutenção de nosso mercado. Os artistas são importantes mas são os profissionais que permitem que tenhamos uma mínima chance de que eles possam viver com dignidade fazendo o que gostam, ou seja ARTE. O sistema de cotas mínima seriam importantes por que permitiria não só a nossa entrada em nosso prórpio mercado mas também serviria para amadurecer a mentalidade de produção dos artistas e melhorar os seus trabalhos.

Se fizermos os nossos trabalhos de forma satisfatória, em breve, não precisaremos de cotas ou ajuda por que os próprios leitores é quem irão solicitar por esses trabalhos.

Pode parecer utopia, mas baseio os meus argumentos em observações concretas.
1) Artista se filia a entidade.
2) entidade se une a entidade de outro estado numa entidade nacional.
3) Entidade nacional elabora projeto para governo
4) Governo pressiona mercado por abertura para valores nacionais.
5) Uma mesa de negociações é formada entre editoras-artistas-governo para se encontrar uma solução satisfatória para todos os lados.
6) Uma cota mínima não afetaria drasticamente o faturamento das editoras (Lembrem-se dos subsídios e de uma tabela de preço dos artistas mais flexível - mas aprovada por uma entidade relacionada a área!) e permitiria-nos criar artistas/profissionais para esse mercado, condicionando-nos a melhorar nossos trabalhos e produzi-los numa escala sob a demanda desse mercado nascedouro.

Como podem ver, é algo que depende única e exclusivamente de cada artista. Não adianta reclamar. As coisas não irão mudar apenas com reclamações. É preciso tomarmos uma ATITUDE em grupo e com objetivos concretos. Resta saber se é isso o que queremos ou se vamos continuar trabalhando na margem produzindo nossas obras incompreendidas e reclamando dos leitores, editoras e governo.

Se pensarmos sem ganância (50% é muito. banir quadrinhos estrangeiros então, é o ápice da ganância), poderemos colocar um pé dentro de nosso próprio jardim. Permanecer nele e, até mesmo, entrarmos completamente vai depender apenas de como cuidamos de nossas flores.



Escrito por Leo Santana às 16h56
[   ] [ envie esta mensagem ]




Roteiro de Viagem

Estou em Garanhuns, cidade considerada natal do Pres. Lula-lá, trabalhando feito um doido. Mas a noite, quando volto para o hotel, estou escrevendo um roteiro que nasceu em minha cabeça quando estava vindo pra cá. Como vocês devem saber eu tenho uma vontade incrível de re-escrever histórias com os grandes heróis nacionais dos anos 60, mas dando uma nova roupagem e , é claro, minha visão particular de cada personagem. O primeiro a sucumbir ante a minha pena foi o RAIO NEGRO, do GEDEONE MALAGOLA. Agora, a bola da vez é o HOMEM-JUSTO de OSCAR KERN.


Para escrever, eu precisava de uma idéia inicial e, durante a viagem até aqui, as peças do quebra-cabeça foram se juntando e Domingo mesmo (Dia que cheguei em garanhuns) comecei a escrever a história e já vou na página 9. A história talvez fique um pouco grande mas tentarei deixá-la com , no máximo, 22 páginas. Estou muito entusiasmado por que o HOMEM-JUSTO sempre foi um dos meus personagens preferidos e ele contém inúmeros elementos fantásticos que podem ser muito bem trabalhados como a sua nave bidimensional. O nome da história chama-se O RETORNO DO HOMEM-JUSTO e procura mostrar o que aconteceu com o personagem durante esses mais de 20 anos que esteve no limbo. Quando tiver mais novidades, coloco aqui pra vocês, beleza?



Escrito por Leo Santana às 13h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




Revista Quadroid 2 Já esta no ar

Já saiu mais um número da revista virtual QUADROID com 3 histórias sensacionais.

A casa, uma hq de terror sobre uma casa com uma terrível maldição.
Rakkar, uma hilariante versão de um bárbaro nada convencional.
...Um mundo estranho, Um espetacular ficção científica como dá gosto de ver totalmente produzida pelo grande mestre dos quadrinhos nacionais, E. C. Nickel.

 



Escrito por Leo Santana às 10h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Corre-Corre ao cubo.

Olá pessoal, tenho postado pouco para a notícia da Brado ficar em evidência mas também por que as coisas ficaram bastante corridas (Ainda mais) na última semana. Peço aos amigos Sandro Marcelo,Jean Okada e Prof. Gerson mas as histórias que vocês me mandaram para colocar nos ARQUIVOS HQB vão ter que ficar para o próximo final de semana, ok?

Estou viajando ainda hoje a trabalho e não vou poder fazer um bocado de coisas, mas tentarei responder aos e-mails e postar aqui no Blog. Mas atualizar os sites do Arquivos HQB e da Brado Retumbante vão ficar ara quando eu voltar.

Abraços a todas e até a volta!!!!!



Escrito por Leo Santana às 14h51
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/07/2005 a 31/07/2005
  01/06/2005 a 30/06/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/04/2005 a 30/04/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005


Outros sites
  # METROPOLIS
  # PRA QUÊ TANTO PODER?
  # CIÚMES
  # SOZINHO
  # SEGUNDA-FEIRA SANGRENTA
  # O CHAMADO
  Alan Moore Sr do Caos
  Alex Miranda
  All Silva
  Allan Goldman
  Areia Hostil
  Arquivos HQB
  Bad Girls Blog
  Crazy Claudinha
  Bigorna
  Brado Retumbante
  Carlos Brandino
  Clube
  Comic Art Community
  CQB
  Crazy Claudinha
  Daniel Brandão
  Denelson (Animes Free)
  10 pãezinhos
  Dumpalink
  El Lapadon
  ELMS
  Fantagraphics
  FotoLobo
  Gian Danton
  Gibi Blog
  Girls With Guns
  Glam0ur
  Hardbrasil
  Hector Lima
  International Hero
  Ivan Maurício
  JJ Marreiro
  Joacy Jamys
  Kamen Rider
  Kill My Day
  Lula Borges
  Macoratti - Programação
  Mangazinne
  Manoel
  Marcelo QM
  Márcio Takara
  Martelo
  Mauro Barbieri
  Musikaki
  Napalm Comics
  Nona Arte
  Nona Arte Blog
  Omedi
  Orbital
  Prismarte
  Prof. Gerson
  Quadrinhos Crepúsculo
  Rapadura Açucarada
  Revista Kaos
  Rodrigo Martins
  Samicler
  Sandro Marcelo
  Sci-Pulp
  Seabra
  stinkydonuts
  Seiren
  Superzines
  Time Killer
  Universo HQ
  Zine Brasil [Fotolog]
  Bubba Gump
  Jean Ok Flog
  Zona Negativa
  Marco Santiago
  Laudo
  banda erótica
  FAT
  Sivirino
  Attu Sees All
  Blogalizado
  Anderson Quespaner
  Jackson Gebien
  Warren Ellis
  Paulette
  Antônio Éder
  Relatório Alfa
  o Franco Atirador
  Gibizada
  Munich
  Fábrica de Quadrinhos
  Héroi
  HQ Maniacs
  Sobrecarga
  Candyland
  Cortante
  Neorama
  HQ NADO
  Subterrâneo
  Paulo Nery
  Joe Bennet
  Zuper blog
  Loblog
  Melhores do Mundo
  Roger Cruz
  Blog Dos Quadrinhos
  Raul TM
  LS FLOG
  Ricardo Anderson
  Baú da Grafipar
Votação
  Dê uma nota para meu blog